Tag: Cerca elética

QUAIS OS RISCOS DE UMA CERCA ELÉTRICA SEM MANUTENÇÃO?

A cerca elétrica tem a função de repelir a invasão de uma propriedade. A corrente da cerca elétrica não é letal ao ser humano, já que não possui energia suficiente para causar danos, tendo um choque pulsativo, apenas com efeito inibidor, mas o contato com a pele é bastante desagradável.

O alarme é disparado quando há o rompimento ou aterramento dos fios que fazem a proteção da cerca elétrica, tendo uma voltagem altíssima, em torno de 8 mil Volts, sendo acionada mediante fuga de corrente. No entanto, como ela funciona através de pulsos elétricos, com intervalo mínimo de um segundo entre cada descarga, sua amperagem desce a quase zero, não provocando qualquer dano à saúde e à vida de quem a toca.

O poder da cerca elétrica como defesa da propriedade é provocado principalmente pelo susto que o invasor leva ao tocá-la, não ferindo e não levando à morte o invasor. Assim, a cerca elétrica possui uma proteção bastante eficiente, ou expulsando o invasor ou acionando o alarme quando os fios são cortados.

Existem dois tipos de cerca elétrica disponíveis no mercado: as cercas monitoradas, que permitem a integração com a central de alarme, podendo ser ligada ou não a uma empresa de segurança eletrônica, podendo acionar luzes e alarmes quando forem tocadas; e as cercas não monitoradas, que trazem as mesmas características, mas não ficam ligadas a uma central de alarme.

Instalação: como deve ser feita para facilitar a manutenção?

  • A instalação precisa ser feita em muros e alambrados com mais de 2,50 metros de altura, com placas sinalizadoras, sem qualquer contato com vegetação;
  • Sua instalação deve ser perpendicular ou voltada para o interior da propriedade, não podendo ficar vergada para a rua ou um possível vizinho;
  • É preciso conhecimento sobre a legislação municipal sobre cerca elétrica, já que existem restrições de uso em algumas cidades, embora não haja qualquer proibição em legislações federal e estaduais;
  • O Brasil não possui qualquer legislação que trate de instalações de cerca elétrica, seja proibindo ou autorizando sua instalação, mas a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas possui algumas recomendações que podem ser seguidas;
  • A empresa instaladora deve colocar sinalização na cerca elétrica, alertando sobre as consequências do toque nos fios;
  • É preciso que a cerca elétrica seja instalada dentro dos padrões para que não ocorra morte ou lesão de invasores ou crianças;
  • O equipamento instalado não pode, sob qualquer hipótese, oferecer risco à integridade física de quem possa tocá-lo;

Os funcionários e moradores de condomínios ou outras pessoas que tenham acesso à propriedade devem ser informados da periculosidade e dos cuidados com a cerca elétrica, principalmente alertando as crianças. Havendo vizinhos na propriedade, estes também precisam ser alertados.

Manutenção: como manter a cerca elétrica em ordem?

Os riscos da falta de manutenção podem levar a acidentes sérios com a cerca elétrica, podendo gerar consequências graves para o proprietário do local ou para o síndico, que pode ser processado criminalmente. Pelo menos uma vez por semana, dependendo das condições da vegetação em torno do muro, o responsável pela área protegida deve fazer uma vistoria na cerca, verificando se não há galhos encostados ou plantas crescendo pela cerca.

Na vistoria da cerca elétrica é preciso atenção aos fios que estejam frouxos ou que contenham matéria orgânica, baterias descarregadas ou aterramento deficiente. A manutenção deve ser feita periodicamente por empresa especializada, preferencialmente a mesma que a tenha instalado, em virtude de conhecer a instalação;

A cerca elétrica precisa ser desligada quando há rega de plantas próximas à sua instalação, ou quando for necessário fazer as podas, não podendo deixar também que a vegetação toque na cerca elétrica.

Fonte: Ohub / Imagens Freepik