VOCÊ CONHECE OS TIPOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA? FIQUE POR DENTRO DO ASSUNTO!

Águia Branca

Neste artigo falaremos sobre o processo de instalação das lâmpadas públicas, os modelos mais vantajosos e porque a tecnologia LED é a melhor opção para essa e outras funções de iluminação. Continue conosco e confira!

A substituição das lâmpadas comuns por dispositivos de LED na iluminação pública pode representar uma economia de até 85% no consumo das cidades e cerca de 40% nas contas públicas. Esses dados são de um estudo realizado pela Philips em parceria com o Climate Group que avaliou várias cidades ao redor do mundo, incluindo grandes centros como Nova York e Londres.

Ainda de acordo com a pesquisa, a iluminação de áreas públicas, atualmente, representa quase 20% do consumo mundial de energia elétrica e é responsável por 6% das emissões de gases de efeito estufa, o que insere o tema dentro das discussões sobre o aquecimento global.

QUEM É RESPONSÁVEL PELA ILUMINAÇÃO PÚBLICA?

A iluminação pública é essencial para prolongar o período de atividades das cidades e garantir a segurança e a tranquilidade dos cidadãos durante a noite. Entretanto, ainda há muito a ser aprimorado em termos de eficiência e sustentabilidade.

A legislação brasileira esclarece que a iluminação pública é uma responsabilidade integral dos municípios que, em geral, cobram taxas para a manutenção do serviço embutidas na conta de energia elétrica. Sendo assim, todos os processos envolvidos na iluminação urbana como instalação, substituição e compra de lâmpadas, assim como a manutenção da estrutura luminotécnica da cidade, são administrados pela prefeitura. Isso ocorre mesmo quando o acionamento e desligamento das luzes é controlado pela distribuidora da região.

O cidadão que deseja relatar problemas ou solicitar novas instalações em seu bairro deve, portanto, entrar em contato com a empresa responsável pela iluminação pública ou com a prefeitura da sua cidade.

COMO É FEITA A INSTALAÇÃO PÚBLICA?

As lâmpadas de sódio já foram muito utilizadas em estacionamentos, clubes, áreas de eventos e também na iluminação pública. Esse uso em larga escala se deve ao fato de entregarem uma luminosidade muito maior e mais eficiente quando comparadas às lâmpadas domésticas.

O problema é que a sua vida útil é muito menor em relação às lâmpadas de LED, que, por sua vez, também entregam uma luz mais confortável e clara, ideal para tornar o ambiente mais agradável e seguro para as pessoas que utilizam o espaço.

Hoje, as luminárias LED são a solução mais moderna para a iluminar grandes áreas. Além das óbvias vantagens da sua tecnologia, os modelos atuais dispensam preocupações com bocais específicos e trocas constantes de lâmpadas.

Seu uso já é muito comum em áreas externas de clubes, shoppings e condomínios. Além disso, também são utilizadas em locais que exigem uma luminosidade mais forte para facilitar o trânsito de pessoas e veículos no período noturno.

QUAIS OS MELHORES TIPOS DE LUMINÁRIAS PÚBLICAS?

SUPER LED: a luminária pública Super LED é o modelo mais acessível da nossa lista. É fabricada em alumínio ultra resistente e utiliza chips de LED modernos capazes de distribuir a luz de maneira potencializada em grandes áreas urbanas.

LED SMD: com o melhor custo-benefício, a luminária pública LED SMD é a escolha certa para garantir segurança e economia em praças, ruas e estacionamentos. As maiores vantagens dos LEDs SMD são o alto brilho e o menor consumo de energia em relação a outros tipos de LED.

ULTRA LED SMD: para uma solução mais robusta, a luminária pública Ultra LED SMD é a melhor opção do mercado. Com um revestimento diferenciado e um chip de última geração, esse modelo de luminária entrega o melhor desempenho entre todos os modelos da nossa lista.

LED SOLAR:  última palavra em economia e sustentabilidade, as luminárias LED Solar já são muito utilizadas na iluminação de ruas e rodovias. A sua maior vantagem é a bateria embutida recarregável por energia solar, o que dispensa fiação e fonte de alimentação externa.

O relatório revelou que os moradores das cidades avaliadas demonstraram preferência pelas luminárias LED. No Parque do Ibirapuera, em São Paulo, por exemplo, a visitação noturna teve um aumento de 30% após a substituição das lâmpadas.

Segundo a Philips, se apenas os Estados Unidos substituíssem toda a sua iluminação pública por LEDs, haveria um corte de 40% na demanda de energia e uma economia anual de US$53 bilhões. Portanto, não há dúvidas, a tecnologia LED é o presente e o futuro da iluminação e sua luz estará cada dia mais presente nas casas, ruas e empresas de todo o planeta.

Depois de anos, Rotatória da Educativa volta a ter iluminação pública

Águia Branca

Enfim, a Prefeitura de São Carlos atendeu os anseios da população que mora na região do Cardinalli, Azulville, Castelo Branco, Jardim Havaí, Ricetti e Portal do Sol e voltou a iluminar a rotatória da Educativa.

O serviço foi executado por uma empresa terceirizada que foi contratada pela Prefeitura para cuidar das praças e rotatórias do município, conforme explicou o secretário de Serviços Públicos, Mariel Olmo.

Esse logradouro público ficou às escuras desde o governo Altomani quando furtaram os fios da iluminação da praça até este terceiro ano da gestão Airton Garcia. Homens e mulheres que usam a região para fazer caminhada temiam passar pela rotatória, pois episódios de assalto e assédios já haviam sido registrados na região.

Um dos que mais pediram a volta da iluminação neste trecho da marginal foi o munícipe Nelsinho Pereira.

Contrato foi assinado em Junho

O prefeito Airton Garcia e o secretário de Serviços Públicos, Mariel Olmo, assinaram na tarde desta sexta-feira (28/6), a ordem de serviço para que a empresa vencedora do processo licitatório inicie imediatamente o serviço de manutenção e revitalização elétrica de praças, canteiros centrais e rotatórias, além do fornecimento de materiais e componentes elétricos.

A contratação do serviço foi realizada por Pregão Presencial (Nº 34/2018 – Processo Nº 15364/2018). O valor estimado do processo foi R$ 2.063.050,24 com recursos do próprio município, porém a empresa que venceu o certame, Eletro Hidráulica Águia Branca, apresentou proposta de R$ 968.741,93, sendo declarada vencedora do processo.

De acordo com Mariel Olmo inicialmente serão recuperadas áreas públicas que estão sem iluminação devido aos furtos. “Fechamos um cronograma de serviço e a primeira área que será revitalizada é a Rotatória da Educativa. Vamos trocar lâmpadas, fiação e recuperar o que foi depredado. Esse mesmo trabalho também será realizado nas outras áreas. Na próxima segunda-feira (1º/7) as equipes da empresa já estarão trabalhando”, afirma o secretário de Serviços Públicos, ressaltando que essa licitação é especificamente para manutenção e revitalização dessas áreas de responsabilidade da Prefeitura e que para expandir e modernizar o parque luminotécnico da cidade, a Prefeitura de São Carlos aguarda mais R$ 4 milhões, via Banco do Brasil.

“A nossa ideia é modernizar a iluminação pública com a implantação de lâmpadas de LED, proporcionando mais segurança a população e economia para os cofres públicos, porém para isso precisamos que o Banco do Brasil libere os recursos. A CPFL, nem trabalha com LED, o padrão deles é vapor de sódio”, revela o prefeito Airton Garcia.

 

Fonte: São Carlos em Rede